Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor



calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Visitas ImPerfeitas

Site Meter



...

por Menina ImPerfeita, Domingo, 23.03.14

Como perdoar-me? Como esquecer as minhas fraquezas, as minhas desmotivações e voltar a ter força, a determinação, a coragem que tinha antes de começar a "minha tortura académica"?

 

É que não consigo. Não consigo alterar este estado de espírito, não consigo explicar esta minha importência, não consigo explicar o porquê de ficar com má-cara ou com lágrimas nos olhos. Só quem passa por isto é que entende. Sim, existem aqueles que fazem isto à primeira, o pior é quem não faz.

 

Adorava não desiludir mais uma pessoa com este assunto, mas parece que já vou tarde.

 

É que não perimto a mim própria desistir, mas também não consigo continuar. Sinceramente, odeio estar neste limbo.

 

Força, coragem e determinação venham ao meu encontro, pff...

 

Talvez quando isto acabar, eu consiga perdoar-me a mim própria o facto de ter perdido tanto tempo nisto...

 

Talvez, quem sabe?!

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 22:12

Dia 18

por Menina ImPerfeita, Domingo, 23.03.14

Já passou um mês. Passou e parece que não se deu por isso. Começo a julgar que os vivos dão pouco, mas mesmo pouco valor, ao tempo. Aliás, vou reformular: dão pouco valor à forma como vivem o tempo. Nós, os vivos, que estamos sempre a medir quantos minutos faltam, quantos dias restam para tal acontecimento e quando alguém morre isso muda.

No dia em que tal acontece, tenho a sensação que o mundo pára. Perde-se a noção do tempo. Só reparo que o tempo passa porque a tarde dá lugar à noite e a noite à manhã. Contudo após o funeral, parece que volta tudo ao normal para as pessoas fora do círculo intímo da pessoa falecida. Não significa que não sofram, mas a dor não é a mesma. Nunca é. Cada um vive a dor, a saudade à sua forma.

 

Já passou um mês e eu esqueci-me. Só, hoje, é que me lembrei. Será que isto faz de mim uma má sobrinha? Se calhar aos olhos de muitas beatas, sim. Será que isso significa que eu já o esqueci? Obviamente que não. Ele fez parte da minha vida, viu-me crescer. O destino quis que eu nascesse no mesmo dia que ele, dia 9 de maio. Ele dizia sempre que eu era responsável por fazê-lo mais velho. E eu ria-me, e ele também. Pode ter feito muita coisa má, fez também coisas boas, era o meu tio. Não merecia o fim que teve, aliás ninguém merece um fim como aquele.

Oficialmente, tenho dois tios, mas um não conta. Um não quer saber de mim e eu simplesmente, retribuo o amor. Na prática só tenho um. Coisas da vida.

 

O tempo, esse não importa. Quando morremos, o tempo deixa de ter importância. Deixa de importar quantos dias, quantos minutos faltam. O que não foi feito, dito, que tivesse acontecido, não é?

 

Morreu no dia 18. Este dia representa alegria e tristeza para a minha família. Foi neste dia que nasceu a minha menina (sobrinha/afilhada), mas também foi neste dia que a minha avó e tio faleceram.

 

Será que o próximo dia 18 será motivo de celebração ou de luto?

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 21:21

As fotos/vídeos são, na sua maioria, retirados da net. Caso esteja a utilizar alguma imagem ou vídeo , de forma indevida, peço que me contactem através deste mail (somosterriveis@sapo.pt) e será logo retirado. As minhas fotos estão identificadas. Está proibida a sua cópia sem o meu consentimento prévio. Os textos são todos da minha autoria, logo a sua reprodução está expressamente proibida, sem a minha permissão prévia. Cito textos de autores, os quais estão devidamente identificados. Contudo, caso os autores dos textos citados se sintam lesados por algum motivo, peço que me contactem através do mail (somosterriveis@sapo.pt) e eles serão retirados de imediato.


Comentários recentes

  • omeumaiorsonho

    ??????????

  • *Nightwish*

    Não sou grande fã da Pandora, confesso. Mas há uma...

  • *Nightwish*

    Ainda só li os dois primeiros do Robert Langdon do...

  • *Nightwish*

    Força miúda!! Voltei de propósito para te mandar f...

  • zootpum

    Bom ano!Os anos de transição são duros mas são ao ...





subscrever feeds