Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor



calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Visitas ImPerfeitas

Site Meter



Episódio de Trabalho

por Menina ImPerfeita, Terça-feira, 04.12.12

Olá a todos :)

 

Hoje vou-vos contar um episódio de trabalho que se passou há pouco tempo. Como sabem, eu sou promotora de produtos e neste momento estou a fazer a promoção de uma marca que vai ser designada por X, no hipermercado Y. A função da promotora é ajudar e vender os produtos da marca para a qual foi contratada. É, mais do que normal, quando ouvimos alguém a dizer a marca para a qual estamos a trabalhar que o nosso primeiro impulso seja ajudar o cliente.

 

Nesse dia tive dois momentos um pouco tensos com uma funcionária do hipermercado Y. A primeira atirou-me à cara a experiência que tinha, e que possivelmente não tinha, com toda arrogância que tinha, e que não tinha. Verdade seja dita, que fiquei de muito pé atrás com ela.

 

O segundo momento tenso foi o pior. A funcionária estava a ajudar uma cliente e eu, por acaso, ouvi a marca para a qual estava a trabalhar. E disse à cliente que se ela precisasse de ajuda que eu a poderia ajudar. Verdade também seja dita, interrompi a funcionária o que não foi o mais correto da minha parte. Admito, mas a forma como ela reagiu foi, puramente, desproporcionada. Com a cliente por perto, fez-me um discurso muito emocionante que se ela o tivesse sido feito na rua teria sido feito aos gritos. Mas não foi feito aos gritos, foi antes feito com a maior arrogância. Enfim, tive que ouvir e calar porque se eu criar algum problema sou eu que me dou mal e não ela.

Passado uns instantes, veio pedir desculpas, mas foram simplesmente falsas e mais uma vez, arrogantes.

 

E eu penso: será que "uma colega de trabalho" merece toda esta arrogância, mesmo que eu tenha errado?

 

E eu pensei para os meus botões, "vai procurar peso porque o que tu precisas é de peso, para ver se o teu mau humor se transforma em bom humor".

 

E a vocês, já vos aconteceu algo do género? Acabaram a  pensar o mesmo que eu?

 

xoxo

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 19:17

As fotos/vídeos são, na sua maioria, retirados da net. Caso esteja a utilizar alguma imagem ou vídeo , de forma indevida, peço que me contactem através deste mail (somosterriveis@sapo.pt) e será logo retirado. As minhas fotos estão identificadas. Está proibida a sua cópia sem o meu consentimento prévio. Os textos são todos da minha autoria, logo a sua reprodução está expressamente proibida, sem a minha permissão prévia. Cito textos de autores, os quais estão devidamente identificados. Contudo, caso os autores dos textos citados se sintam lesados por algum motivo, peço que me contactem através do mail (somosterriveis@sapo.pt) e eles serão retirados de imediato.


Comentários recentes

  • omeumaiorsonho

    ??????????

  • *Nightwish*

    Não sou grande fã da Pandora, confesso. Mas há uma...

  • *Nightwish*

    Ainda só li os dois primeiros do Robert Langdon do...

  • *Nightwish*

    Força miúda!! Voltei de propósito para te mandar f...

  • zootpum

    Bom ano!Os anos de transição são duros mas são ao ...