Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor



calendário

Dezembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Visitas ImPerfeitas

Site Meter



Morte

por Menina ImPerfeita, Terça-feira, 11.12.12

Olá a todos.

 

Eu sei que o título não é o mais apelativo, verdade seja dita, mas é o mais apropriado para este post (logo o perceberão o porquê).

 

Cada vez que me dizem que alguém morreu, quer seja alguém desconhecido, quer seja conhecido de alguém que eu conheço, não consigo deixar de pensar em como mais uma alma que partiu e como esse momento é tão penoso para quem o tem de enfrentar e tão efémero, ao mesmo tempo, para quem não conhecia o falecido.

 

Hoje de manhã recebi duas sms, em momentos distintos. A primeira era a informar-me que a M. (uma das minhas melhores amigas) me tentara telefonar. Uma hora mais tarde, recebo outra, da M. outra vez. Leio duas e três vezes, parece que aquilo que ela me escreveu, não assenta, que não pode de forma alguma ser verdade. Mas era, o pai dela partiu. Quando li aquela sms sabia que tinha que ir ter com ela, não sabia o que iria dizer, só sabia que tinha que estar ao lado dela. Hoje foi impossível, já foi para a terrinha (como ela própria diz) e além disso, ela e a família tem que tratar de tudo para que possam realizar o funeral amanhã.

 

Sinceramente, nestes momentos nunca sei o que dizer. Às vezes, até acho que as palavras deveriam ser interditas e só os gestos deveriam ser permitidos. Queria-lhe dar aquele abraço, aquele abraço que eu sei que ela está a precisar de receber.

 

A M. e eu somos amigas desde o primeiro ano da faculdade, ambas temos os feitios difíceis, já tivemos uns momentos bastante complicados e momentos memoráveis. Dizemos que somos irmãs, que podemos não ser de sangue, mas que somos irmãs de coração. Dito isto, partilho a dor dela, claro que não chega perto daquilo que ela estará a sentir, mas o meu coração está solidário com o dela.

 

Força, M.

Autoria e outros dados (tags, etc)

às 13:07

As fotos/vídeos são, na sua maioria, retirados da net. Caso esteja a utilizar alguma imagem ou vídeo , de forma indevida, peço que me contactem através deste mail (somosterriveis@sapo.pt) e será logo retirado. As minhas fotos estão identificadas. Está proibida a sua cópia sem o meu consentimento prévio. Os textos são todos da minha autoria, logo a sua reprodução está expressamente proibida, sem a minha permissão prévia. Cito textos de autores, os quais estão devidamente identificados. Contudo, caso os autores dos textos citados se sintam lesados por algum motivo, peço que me contactem através do mail (somosterriveis@sapo.pt) e eles serão retirados de imediato.

2 comentários

De Xs a 13.12.2012 às 10:22

:(
É impossível de imaginar!

Comentar post



Comentários recentes

  • omeumaiorsonho

    ??????????

  • *Nightwish*

    Não sou grande fã da Pandora, confesso. Mas há uma...

  • *Nightwish*

    Ainda só li os dois primeiros do Robert Langdon do...

  • *Nightwish*

    Força miúda!! Voltei de propósito para te mandar f...

  • zootpum

    Bom ano!Os anos de transição são duros mas são ao ...